De TUDO QUE VI as paisagens de tirar o fôlego estão em toda parte desse roteiro, que pode começar em San Francisco e terminar em San Diego, com direito a paradas em Los Angeles e em muitos outros lugares charmosos e inesquecíveis, no litoral ou no interior no estado.

As ladeiras de San Francisco garantem vistas espetaculares da cidade

As ladeiras de San Francisco e suas vistas espetaculares

Sem medo de parecer um exagero, uma viagem para a Califórnia enche os olhos, alegra a alma e um pouco mais. Esse estado americano na costa oeste tem o oceano Pacífico como uma moldura numa pintura de lugares históricos, modernos e felizes.
A felicidade parece encontrar uma fórmula perfeita em terras californianas, que produz vinho de qualidade e oferece passeios para todos os gostos. Fizemos vários deles, testamos o nosso roteiro ao máximo que pudemos.

California estrada HW1

A Califórnia tem a pluralidade de San Francisco (tida como a cidade de melhor qualidade de vida do país), o charme de Carmel e Monterey, com paisagens quase indescritíveis, San Luis Obispo (a cidade mais feliz da América), o Hearst Castle, a vila dinamarquesa de Solvang (um pedaço da Europa nos Estados Unidos), San Diego (arte por toda parte e identificação com a vida animal) e, claro, Los Angeles, com a sua calçada da fama, a mansão dos artistas em Beverly Hills e outras atrações, na cidade e nos arredores, inclusive ótimos parques de diversões. E, finalmente, Yosemite Park. O terceiro maior parque nacional do país é uma fuga para o interior, longe do paradisíaco e badalado litoral.

A imanesidão das sequóias no Yosemite Park

A imensidão de Yosemite Park com as suas sequóias gigantes

Para desfrutar dessa mistura planejamos a viagem com os nossos filhos mesclando paradas demoradas em algumas cidades com deslocamentos de carro, alguns mais longos, visitas urbanas e parques de diversões, curiosidades e, sempre, com cenários que estão na imaginação de quase todo mundo, porque passam sempre no cinema e na TV.

Vamos contar em detalhes a viagem que fizemos no mês de junho, no início do verão americano, mas com temperaturas amenas e até frio em alguns lugares, com vento forte e constante, principalmente entre San Francisco e os arredores de Los Angeles. Em função das nossas pesquisas preparatórias, decidimos começar a viagem por San Francisco porque nesse sentido o visual da estrada fica do lado direito, mais fácil de parar o carro e fazer uma fotografia. Isso é verdade, mas na Highway 1, que faz essa ligação pelo litoral, muita gente transita no sentido contrário da pista, que é em mão dupla, e consegue parar nos vista points, vários desses pontos de contemplação na estrada. Nessa mesma viagem fomos de carro até Las Vegas. O roteiro de Las Vegas e Grand Canyon está aqui.

Vamos detalhar nos posts abaixo o nosso tour. Em resumo, chegamos do Brasil por San Francisco, onde ficamos quatro noites. Com dois dias na cidade, pegamos o carro já reservado e fizemos um passeio de um dia conhecendo o Vale do Silício, a meia hora de San Francisco. Passamos, depois, duas noites conhecendo o Yosemte Park, hospedados numa cidade perto de um dos acessos ao parque nacional. De volta à estrada fomos para Monterey e Carmel, cidades próximas na beira do Pacífico, mas com personalidades diferentes e separadas pela 17 Miles Drive, uma estradinha com vários pontos de lindas paisagens. De Carmel, partimos para a famosa Big Sur, trecho da Highway 1 com as mais belas paisagens da viagem, até chegar a San Simeon, onde fica o Hearst Castle.

Uma boa opção para quem quer curtir essa região é escolher uma cidade para pernoitar, provar os vinhos locais e curtir as pequenas vilas. Além de San Simeon, essa parada pode ser em San Luis Obispo ou Solvang, esta vila dinamarquesa ainda a duas horas de Los Angeles. Embora esse trecho final até a capital do cinema seja em estrada rápida, sempre tem muito movimento de veículos e duas outras boas atrações no caminho: Santa Bárbara e Malibu. No Pier de Santa Bárbara tem cafés, lojas e restaurantes. A sua avenida beira mar tem muitos hoteis e perto deles já se encontram mansões de famosos. Finalmente, em Los Angeles, escolhemos ficar em Santa Monica, a pouco mais de 10 minutos da Calçada da Fama e de outros pontos de interesse. Santa Monica também tem um famoso píer, com restaurantes e um pequeno parque de diversões, além de uma rua de pedestres com lojas e opções gastronômicas.

Depois de duas noites em Santa Monica, ficamos um dia no parque Universal, bem perto, e partimos para duas noites na cidade de Anaheim, a 40 minutos dali, onde ficam dois parques da Disney. Finalmente, San Diego, que fugiu um pouco da rota, que terminaria em Las Vegas, mas que não pode deixar de ser vista, pois tem bons atrativos, tais como o melhor zoológico que já fomos, o parque Sea World, o porta aviões SS Midway, a região Gaslamp – com bares, lojas e restaurantes -, e uma atmosfera de cidade moderna, com arte e sintonia com o meio ambiente.

SD SS Midway

 

Nos próximos posts vamos contar as nossas experiências em cada um desses lugares e também como foi o passeio em Las Vegas e Grand Canyon, finalizando essa viagem.

Posts relacionados: leia também

San Francisco para todos os gostos
Uma viagem ao mundo da tecnologia
A visita a Alcatraz
Yosemite Park é um show da natureza