Depois de um dia no parque Universal, em Los Angeles, onde fizemos um tour nos estúdios de cinema e aproveitamos as outras atrações, chegamos a Anaheim, em cerca de uma hora na estrada, no momento do espetáculo noturno dos parques da Disney. Fomos recebidos por fogos de artifício.

Disneyland fogos

Essa cidade desenvolveu-se graças à instalação do parque Disneyland, o primeiro parque do grupo Disney, que hoje tem mais um, o Adventure, e o centro de lazer Downtown Disney entre eles.

A maioria dos hoteis está perto do complexo. Escolhemos o Super 8 pela localização, mas nos surpreendeu positivamente. É bem simples e prático, estilo motel americano, em que o carro fica junto do acesso ao quarto. Tem um café da manhã básico, piscina aquecida, lavanderia e máquinas com bebidas e comidas. O melhor é mesmo a localização: 10 minutos caminhando até os parques.

Deixamos as malas no hotel e fomos jantar na Cheesecake Factory, uma das várias opções na vizinhança.

Os dois parques misturam várias atrações instaladas nos quatro parques do grupo em Orlando, na Flórida. Mas os nossos filhos optaram por brinquedos com mais emoção e fomos para o Disney California Adventure. Os parques abrem às 8h e fecham entre 22h e meia noite.

Disneyland Adventure

Pode comprar ingressos para os dois parques em dois dias ou para usufruir os dois em um dia, mas essa opção tende a ser cansativa e pode não conseguir ver tudo se tiver muita fila. Pelo menos, nesses parques, com boa organização, consegue pegar fast pass, o ingresso para uma fila rápida, mas que só é liberado uma vez por hora. Coseguimos pegar fast pass para cinco atrações. O ingresso para um dia custa U$ 87 por pessoa, com desconto para criança de até nove anos.

Disney Adventure entrada

O Adventure é muito bonito e organizado, no padrão dos grandes parques americanos. Depois de caminhar pela rua principal, a Buena Vista Street, e fazer algumas fotos, aproveitamos que estava um dia quente e fomos logo para o Grizzly Peak, um tipo de montanha russa numa bóia gigante em corredeira e, por isso, molha todo mundo.

Disney Adventure bóia

Na entrada dessa atração tem local para deixar as bolsas por uma hora e meia sem pagar. Com o clima, a roupa logo seca.

Seguimos para o Paradise Pier, onde fica uma roda gigante e a montanha russa Screamin. Pronto, hora da adrenalina.

Disney Paradise

Foram quatro vezes seguidas na montanha russa, que parte em alta velocidade para encarar a primeira subida e depois fazer giros e loopings.

Disney montanha

Pegamos fast pass para Tower of Terror, onde o elevador despenca depois de abrir as portas para uma vista panorâmica do parque.

Disney Elevator

Nas atrações mais concorridas, o fast pass acaba mais rápido. Por isso, encaramos uma longa fila para a atração principal da área Carsland, que tinha sido inaugurada havia pouco tempo e é ambientada numa montanha.

Disney cars

Esse novo espaço do parque tem uma impressionante riqueza de detalhes. Tudo inspirado em automobilismo, especialmente com os carros que são personagens do filme Carros. Até o restaurante do lugar segue essa linha. Mas o público vai em grande número mesmo para a montanha que tem um simulador num carro de alta velocidade em um cânion.

Disney montanha cars

Como o parque não é tão grande, conseguimos atravessar algumas vezes, uma delas para almoçar enquanto esperamos a hora para ir no Soarin, um simulador de voo de asa delta em cenários da Califórnia, com vento frio no rosto, aromas e tudo o mais.

Disney Soarin

Durante o dia, acontecem algumas paradas, tanto perto da entrada do parque, quanto em outros espaços. No lago em frente ao Paradise Pier o personagem pateta comanda um show musical com fontes dançantes. E no pátio perto do lago as paradas musicais também chamam atenção.Disney paradas

Dependendo da idade e dos interesses várias outras atrações podem agradar, tais como Aladdin, The Little Mermaid: Ariel’s Undersea Adventure, It´s tough to be a bug (inspirado no filme Vida de Inseto), Toy Story Midway Mania, entre outros. O encerramento o show noturno World of Color, com música e fogos.

Não fomos ao Disneyland, mas deixamos aqui anotações que fizemos. O parque, aberto em 1955, foi o primeiro parque idealizado por Walt Disney.

Disney Disneyland fachada

Disneyland parece o Magic Kingdom, inclusive com a reprodução do castelo da Bela Adormecida, mas tem brinquedos que estão em outros parques. É dividido em oito áreas que seguem uma ordem como se contassem a história dos EUA.

Main Street, U.S.A: entrada do parque, inspirada em Marceline, cidade do Missouri onde Walt Disney passou parte da infância. Pode embarcar em um veículo antigo para passeio na história (The Great Moments with Mr. Lincoln) e visitar o Emporium, loja em estilo vitoriano c/ memórias da Disney.

Adventureland: destaque para Jungle Cruise (passeio de barco na floresta) e Indiana Jones Adventure, atração concorrida. Tem ainda Tarzan’s Treehouse e The Enchanted Tiki Room (show com pássaros).

New Orleans Square: Carnaval o ano inteiro, com casa mal assombrada, Piratas do Caribe e outras atrações. Na Haunted Mansion tem fantasmas e cenários mal-assombrados.

Frontierland: montanha russa Big Thunder é leve e ambientada numa mina. O Big Thunder Ranch é um mini zoológico e pode ter contato com animais. E tem ainda: Pirate’s Lair on Tom Sawyer Island (ilha com trilhas e cavernas, vai de barco a partir de Critter Country); Mark Twain Riverboat (passeio no rio); Sailing Ship Columbia (réplica do primeiro navio americano a dar a volta ao mundo); Frontierland Shootin’ Arcade (tiro ao alvo).

Critter Country: destaque para Splash Mountain, The Many Adventures of Winnie The Pooh (infantil), Davy Crockett’s Explorer Canoes (canoa coletiva no rio).

Fantasyland: atrás do Sleeping Beauty Castle (no castelo não tem atrações), Snow White’s Scary Adventures (passeio pela história da Branca de Neve), Pinocchio’s Daring Journey (passeio de carro), Peter Pan’s Flight (voo sobre Londres), Mr. Toad’s Wild Ride (assustadora e escura), Alice in Wonderland, It’s a Small World, Matterhorn Bobsleds (desliza por uma montanha de neve em velocidade), além de outras para crianças pequenas.

Mickey’s Toontown: montanha russa Gadget’s Go Coaster, Chip’N Dale Treehouse (casa na árvore), Roger Rabbit’s Car Toom, Storybook Land Canal Boats (passeio de barco). Tem ainda as casas do Mickey, Minnie e Pateta.

Tomorrowland: Space Mountain, Finding Nemo Submarine Voyage (simulador), Disneyland Monorail, Star Tours – The Adventure Continues (simulador), Buzz Lightyear Astro Blasters (tiro ao alvo em movimento).
E mais: Astro Orbitor (carrossel), Autopia (autorama), Innoventions (novidades tecnológicas), Captain EO (3D com Michael Jackson), Starcade (fliperamas ao lado Space Mountain).

O show final da noite é o Fantasmic, semelhante ao do Hollywood Studios de Orlando. Acontece no lago entre Frontierland e Critter Country. Tem ainda Remember… Dreams Come True Fireworks (queima de fogos).

POSTS RELACIONADOS: leia também
Um dia em Los Angeles
Estúdios de cinema e parques de diversões: decisão pelo Universal
San Francisco para todos os gostos
Uma viagem ao mundo da tecnologia
A visita a Alcatraz
Yosemite Park é um show da natureza
Onde o Pacífico fica mais bonito
Paisagens de cinema da costa da Califórnia